T-SBUR2 Radar ADSB localizado em Uberaba alcance raio de 400 Km

sexta-feira, 21 de março de 2014

Primeiro-ministro australiano diz que objetos avistados podem não estar relacionados com avião desaparecido


No segundo dia de buscas ao avião desaparecido da Malaysia Airlines em uma área ao sul da Austrália nenhum vestígio dos objetos avistados por um satélite foram encontrados.
De acordo com a CNN, o primeiro-ministro australiano, Tony Abbott, admitiu em entrevista nesta sexta-feira que se precipitou ao anunciar as imagens de satélite.
— Podem ser objetos que caíram de um navio — disse.
Abbott ressaltou ainda que o país tem o dever de resolver o enigma e dar respostas às famílias dos passageiros do voo MH370.
No amanhecer de sexta-feira (noite desta quinta-feira no Brasil), quatro aeronaves enviadas a pedido da marinha australiana se dirigiam para a área onde imagens de satélite apontaram a existência de objetos que podem ser destroços do avião desaparecido da Malaysia Airlines. A distância da costa – quatro horas de voo do balneário de Perth – e fortes ventos dificultavam as buscas.
Os aviões esquadrinham uma área de 23 mil quilômetros quadrados. Em razão da autonomia de voo, as aeronaves podem sobrevoar a região apenas por duas horas e precisam voltar para a base.



Royal Australian Air Force (RAAF)  AP-3C Orion