T-SBUR2 Radar ADSB localizado em Uberaba alcance raio de 400 Km

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

OVNI - AVIÃO DA GOL SEGUIDO NO LITORAL DE SC

Um objeto voador não identificado (OVNI) seguiu por alguns minutos um avião da empresa Gol, que fazia o trajeto entre Navegantes (SC) para Guarulhos (SP). O fenômeno foi avistado pelo passageiro, o empresário Júlio Belli, de São José dos Campos (SP) enquanto admirava a paisagem. De posse de sua câmera fotográfica, conseguiu fazer registros do objeto que emitia uma forte luz, mesmo com o dia totalmente claro. O ocorrido foi no começo da tarde, por volta das 13 horas desta terça-feira (18NOV14).



O evento começou quando ele olhava pela a janela e viu uma luz passar muito baixo, na altura da superfície do mar. Logo o mesmo objeto surgiu um pouco mais alto que o Boeing B737-700 e ficou no horizonte por alguns minutos. O tempo de observação e dos registros fotográficos foram entre dois e três minutos, no máximo.

“Decolamos as 12h40 e foi por volta das 13h12 que vi o objeto. Peguei a câmera e fiz algumas fotos, como o avião estava vazio, fui até o outro lado e também havia o mesmo objeto luminoso nos seguindo e voltei a fotografa-lo. Fiquei preocupado de aquilo ser reflexo da janela ou mesmo na lente da câmera, então repeti várias vezes a mesma foto e nada aconteceu como as que aparecem essa forma luminosa”, conta Belli.

Os objetos, além de muito brilhantes, tinham as duas extremidades uma cor mais escura, de tom laranja. E também mudavam de cor diversas vezes durante o período que foram avistados pelos passageiros do avião. O empresário foi até os comissários de bordo e os avisou do ocorridos.

“Um deles contou que já viu esse mesmo tipo de objeto sobre a floresta amazônica e sobre Manaus, lá ocorrem com maior frequência”, revelou Belli.

A altitude do avião no momento era entre 8 a 10 mil metros. Apesar de estranhar o fenômeno, Belli não descarta tratar-se de um balão meteorológico, por exemplo. Só não conseguiu explicar o fato de terem dois objetos, um de cada lado do aparelho, e seguirem o avião e desaparecerem e reaparecerem no horizonte em intervalos de tempo muito curtos. Ambos desapareceram ao mesmo tempo, sem deixar qualquer sinal.
Fonte: http://www.defesanet.com.br/